Publicado em 13/12/2018 às 13h20.

Documentário na Netflix mostra vida pessoal de DJ que cometeu suicídio

Sueco Avicii foi encontrado morto no início deste ano, em sua residência; filme chega à pltaforma nos EUA em dezembro, mas ainda sem previsão de estreia no Brasil

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

A história da vida do DJ sueco Avicii, que cometeu suicídio no início deste ano, vai virar documentário. O filme, que conta parte da vida pessoal e dos estresses vividos pelo músico, será lançado no dia 28 de dezembro nos Estados Unidos, ainda sem previsão para estrear no Brasil.

O documentário já estava sendo produzido há cerca de quatro anos, bem antes de Avicii ser encontrado morto em sua residência em Omã. Em um dos trechos filmados, ele reclama da sua rotina de shows e diz: “As apresentações nunca acabam, mesmo quando eu atinjo o meu limite. Minha vida é sobre estresse. Isso vai me matar”.

Em “Avicii: Trues Stories”, fica claro que o músico sentia o peso da responsabilidade de sustentar a família e a sua equipe. O ritmo alucinante de apresentações o levou a ficar viciado em álcool e, posteriormente, em analgésicos.

“Se eu não bebo, eu só fico mais e mais nervoso antes dos shows”, comenta ele em uma das cenas do documentário.