Publicado em 19/04/2017 às 18h30.

Marcos, ex-BBB, entra com pedido de habeas corpus para suspender investigações

A defesa alega que a delegada designada para o caso, Viviane da Costa, não tem atribuição para presidir o inquérito e que Emilly não prestou queixa contra ele

Redação
Foto: Reprodução/Globo
Foto: Reprodução/Globo

 

Marcos Harter, ex-BBB, foi indiciado pela polícia do Rio de Janeiro após investigações sobre o caso de agressão à sua namorada no BBB17, Emilly Araujo. Ficou constatado, após analise de evidências, que lesões da vítima se deram em razão das “ações intencionais do autor”. O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público.

O médico e ex-participante do programa chegou a entrar com pedido de habeas corpus para suspender as investigações. A defesa alega que a delegada designada para o caso, Viviane da Costa, não tem atribuição para presidir o inquérito e que Emilly não prestou queixa contra ele, chegando até a defendê-lo no programa.

O juiz da 1ª Vara Criminal de Jacarepaguá determinou que a delegada preste esclarecimentos sobre o caso em 72 horas. Só então poderão decidir sobre a concessão ou não da liminar.