Publicado em 13/06/2018 às 08h42.

Museu de James Bond retira cenas sexistas e Gentili ironiza no Twitter

“Tem que tirar a arma da mão dele também”, brincou o apresentador do “The Noite”, do SBT; confira!

Luiz Felipe Fernandez
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

O museu austríaco “007 Elements” – dedicado ao personagem James Bond – informou que não irá exibir cenas sexistas e racistas da exposição. Sempre com opiniões polêmicas, o apresentador Danilo Gentili criticou a decisão em um post irônico nesta terça-feira (12), em seu perfil no Twitter.

O humorista, ex-integrante do CQC e atual apresentador do “The Noite”, do SBT, sugeriu que a instituição retirar também “todas as cenas de tiro” e, por fim, “colocar nele um vestido”. Recentemente, ele saiu em defesa de Sílvio Santos, depois de Gaby Amarantos disparar contra o seu patrão por ter supostamente chamado Preta Gil de “gorda”. A cantora paraense chegou a sofrer ataques racistas de haters em suas redes sociais.

O MUSEU

O “007 Elements” será inaugurado no dia 12 de julho, na Áustria, e a entrada custará 54 euros.  O diretor criativo do museu, Neal Callow explicou em entrevista ao The Times que quer mostrar o legado dos filmes de James Bond, sob um ponto de vista “moderno e politicamente correto”. Projetado pelo arquiteto Johann Obermoser para parecer uma instalação de um vilão megalomaníaco da série (o acesso, por exemplo, será feito por teleférico), o 007 Elements prevê atrações como um restaurante intitulado Ice Q e seções dedicadas a explorar cada um dos traços característicos da franquia – você pode conferir maiores informações aqui.