Publicado em 23/09/2017 às 12h00.

Primeira Mesa promete lucro aos restaurantes que querem driblar crise

Chegou na capital baiana, a plataforma digital que oferece descontos de 50% no primeiro horário dos restaurantes no cardápio de comida

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

A economia brasileira sofreu uma grande reviravolta nos últimos anos, saindo de um boom econômico para uma profunda crise. Um dos setores que está sofrendo muito e fechando portas é o da alimentação. O mercado de bares e restaurantes atravessa sua pior crise dos últimos 20 anos. “É a primeira vez que observamos queda real de mercado. Há empresas com até seis meses em operação deficitária. No Brasil inteiro, restaurantes estão fechando”, alerta o presidente da Abrasel-Bahia, entidade que reúne as empresas do setor no Estado, Luiz Henrique do Amaral.

Diante desta crise, um jovem casal de empreendedores, reinventou a forma de consumir nos restaurantes brasileiros. Durante uma viagem de volta ao mundo, entre os anos de 2015 e 2016 notaram que restaurantes de vários países que visitaram – EUA, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia – forneciam descontos para quem chegasse cedo, essa prática é conhecida como Early Bird (“passarinho que acorda cedo, bebe água limpa”).

Surgindo assim uma oportunidade de negócio, o Primeira Mesa, uma plataforma digital que oferece descontos de 50% no primeiro horário dos restaurantes no cardápio de comida, seja no almoço ou no jantar. O aplicativo atrai novos clientes para o horário ocioso, amortizando assim os gastos iniciais dos estabelecimentos.

Atualmente, o Primeira Mesa já está presente em 21 cidades com planejamento de até dezembro atingir 50 cidades e ser o maior do país.

Para os restaurantes terem acesso, basta acessar o site e cadastrar-se. Para o consumidor ter acesso aos melhores restaurantes com 50% de desconto, o usuário deve baixar o app e fazer a reserva no dia e horário disponível.

PUBLICIDADE