Publicado em 03/07/2018 às 09h17.

Mesmo após localizadas, crianças podem ficar meses presas em caverna

Doze meninos de um time de futebol e seu treinador estavam desaparecidos há 9 dias, na Tailândia

Redação
Foto: Marinha da Tailândia/Reprodução/Facebook
Foto: Marinha da Tailândia/Reprodução/Facebook

 

Os 12 meninos e o treinador de futebol deles, isolados pela água há nove dias em uma caverna inundada na Tailândia, vão receber alimentos para quatro meses e aulas de mergulho, informou a Marinha nesta terça-feira (3).

O grupo foi encontrado com vida na noite de segunda (2) dentro da caverna, cuja saída foi bloqueada por inundações. Porém, continua chovendo na região, o que dificulta qualquer operação de retirada da água do complexo.

As crianças – que têm entre 11 e 16 anos – e o técnico podem precisar aprender a mergulhar ou ter que esperar meses até que as cheias retrocedam, para ser possível o resgate. Medicamentos, água e comida estão sendo enviados a eles.