Publicado em 12/09/2018 às 17h40.

Trump assina decreto para punir interferência estrangeira nas eleições

Ordem prevê o estabelecimento de sanções a países e entidades que espalharem desinformações

Redação
Foto: Sputinik
Foto: Sputinik

 

O presidente dos Estados Unidos Donaldo Trump assinou nesta quarta-feira (12) um decreto que determina sanções a países e entidades estrangeiras que interferirem nas eleições americanas.

Conforme anunciou o governo, a ordem executiva cria um processo formal para impor sanções financeiras e bloqueios tanto contra aqueles que tentarem interferir nos sistemas de votação, bem como contra quem espalhar desinformações através das redes sociais e internet – os dois fenômenos investigados nos Estados Unidos.

“Nós estamos olhando para a frente, utilizando como base o que aconteceu em 2016 como um aviso (…) para que isso não aconteça de novo”, explicou o chefe dos serviços de inteligência, Dan Coats.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, o texto assinado pelo presidente americano aponta para qualquer país, pessoa ou entidade estrangeira que tenha incentivado ou organizado uma tentativa de influenciar o curso das eleições nos EUA.