Publicado em 22/02/2019 às 09h00.

Prefeitura publica exoneração de padrasto suspeito de abuso sexual

Thiago Alvez foi preso e indiciado por estupro e tortura, após ser acusado por enteada

Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

 

A prefeitura municipal de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, publicou, no Diário Oficial da quinta-feira (21), a exoneração de Thiago Alves, 38 anos, acusado de abusar sexualmente da enteada, Eva Luana, de 21.

De acordo com nota da Secretaria de Habitação, Thiago já havia deixado o cargo desde o dia 31 de janeiro, após a administração ter conhecimento das acusações.

O padastro também é acusado de agredir a mãe de Eva Luana. O caso ganhou repercussão nacional depois que a jovem divulgou o caso em um relato nas próprias redes sociais.

Thiago foi preso e indiciado por estupro e tortura. No entanto, nega os crimes.

Protesto

De acordo com o site Camaçari Notícias, um protesto para cobrar justiça ao caso é organizado pelo coletivo de estudantes da Faculdade Metropolitana de Camaçari (Famec), onde a jovem estuda direito.

O ato está marcado para esta sexta-feira (22), às 16h. A concentração será na frente da unidade de ensino, na Avenida Jorge Amado, e seguirá até a Praça Desembargador Montenegro, no centro da cidade.