Publicado em 09/03/2018 às 10h02. Atualizado em 09/03/2018 às 10h53.

Vereador acusa prefeita de mandar encurralar opositores; vídeo

Autor das imagens que foram compartilhadas nas redes sociais com o pedido de socorro, o vereador Beto da Betuca (PT) afirma que a ação foi executada por aliados de Vera da Saúde (PR)

Luís Filipe Veloso / Rayllanna Lima
Foto: Reprodução/ Youtube
Foto: Reprodução/ Youtube

 

Sete vereadores de Maragojipe, no Recôncavo baiano, que fazem oposição à prefeita Vera da Saúde (PR), denunciam que foram encurralados em uma sala da Câmara Municipal nesta quinta-feira (8) por servidores comissionados da prefeitura.

“Nós precisamos partir para o confronto físico para evitar que a vereadora Raquel dos Passos (PP), esposa do vice-prefeito [Roque do Trator (PP)] fosse agredida”, descreveu o vereador Beto da Betuca (PT).

Um vídeo com um pedido de socorro, gravado pelo petista, inclusive, viralizou nas redes sociais. Nas imagens, Beto da Betuca relata que já havia ligado para as polícias Civil e Militar, mas não fora atendido.

Ao bahia.ba, o legislador explicou que “os policiais chagaram ao local uma hora e meia depois” por um motivo nobre. Para azar dos políticos, as forças de segurança da cidade estavam mobilizadas em uma operação de combate ao tráfico de drogas.

A vereadora pepista disse à reportagem que esteve na delegacia local, após a confusão, para registrar queixa contra a agressora.

Motivação – Segundo o vereador, a prefeita utiliza os funcionários indicados para pressionar os adversários políticos que não aceitam liberar a suplementação orçamentária solicitada pelo executivo.

Até as 10h45 desta sexta-feira (9) o bahia.ba não havia conseguido contato com a prefeita; nem nos telefones fixos da prefeitura, nem mesmo pelo celular.