Publicado em 08/08/2017 às 14h48.

‘Feitiço virou contra feiticeiro’, diz presidente do PT-BA sobre ovada

Apesar de negar participação do partido na investida contra Doria e ACM Neto, Everaldo Anunciação afirmou ao bahia.ba que "há coisas que fogem do controle"

Fernanda Lima
Foto: Roberto Viana/ bahia.ba
Foto: Roberto Viana/ bahia.ba

 

Presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, disse, em entrevista ao bahia.ba, que “o feitiço virou contra o feiticeiro”, ao comentar a “ovada” contra os prefeitos de São Paulo, João Doria (PSDB), e de Salvador, ACM Neto (DEM).

Aproximadamente 150 manifestantes se reuniram em frente à Câmara da capital baiana, na noite desta segunda-feira (7), para contestar a entrega do título de Cidadão Soteropolitano ao tucano. Na avaliação do comandante petista, “quem estimulou na população esse tipo de ódio foram eles”.

“Tudo que acontece contra eles é culpa do PT. Nós, do PT, não incentivamos isso, somos a favor do protesto, não do ódio. Mas há uma reação da sociedade, com essa questão da reforma da Previdência, que Doria e ACM Neto se comprometeram e defendem. Isso repercute na sociedade que está sendo prejudicada e reagiu”, falou à reportagem, nesta terça (8).

Apesar de negar participação da sigla no protesto, Anunciação afirmou que “há coisas que fogem do controle” e rechaçou as críticas de Neto, que atribuiu a responsabilidade pelo evento ao governador Rui Costa (PT): “Quem tem a prática desse tipo de agressão são eles”.

O líder da agremiação declarou ainda que a legenda trabalhista pretender fortalecer a militância para que eventuais “ovadas” ou outros tipos de agressão não voltem a acontecer”. “Somos contra a violência”, finalizou.

O presidente do Legislativo soteropolitano, vereador Léo Prates (DEM), revelou ao portal que ao menos cinco pessoas foram identificadas jogando ovos nos prefeitos e prometeu proibir a entrada do grupo na Casa.

PUBLICIDADE

Mais notícias