Publicado em 14/11/2017 às 09h01.

MP aperta o cerco contra taxa no Morro de São Paulo

Ação também se estendeu a Barra Grande, em Maraú. Lá, a cobrança para quem chega via atracadouro é R$ 10, mas nativos estão isentos

Levi Vasconcelos

Motivo muitas queixas, inclusive dos nativos de Valença e cercanias, a cobrança de uma taxa de R$ 15 para quem quer entrar em Morro de São Paulo está judicializada.

O Ministério Público moveu uma Ação de Inconstitucionalidade contra a Lei Municipal na qual o prefeito de Cairu, Fernando Brito (PSD) se ancora para cobrar também, adiante, o acesso a Gamboa do Morro, a Ilha de Boipêba, ao povoado de Garapuá e também a sede do município, Cairu.

Aliás, a lei permite a Prefeitura cobrar até R$ 20. O prefeito é quem entendeu que R$ 15 estaria de bom tamanho.

Em Barra Grande

A ação do MP também se estendeu a Barra Grande, em Maraú. Lá, a cobrança para quem chega via atracadouro é R$ 10, mas pelo menos a Prefeitura teve o cuidado de cadastrar e isentar nativos.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é Jornalista político, Diretor de Jornalismo do Bahia.ba, e titular da Coluna Tempo Presente do Jornal A Tarde.