Publicado em 21/02/2019 às 15h52.

PGR mantém na 1ª instância apuração contra Flávio Bolsonaro

Filho do presidente Jair Bolsonaro, senador é investigado por lavagem de dinheiro e falsidade ideológica

Redação
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

 

 

A Procuradora-Geral da República (PGR), Raquel Dodge, decidiu manter na Justiça Federal do Rio de Janeiro a investigação criminal que apura se o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) praticou crimes de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

A apuração é direcionada a esclarecer as “negociações relâmpagos” de imóveis que resultaram em um aumento patrimonial incompatível do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), de acordo com a da Polícia Federal.

As suspeitas são de que o filho do presidente lavou dinheiro por meio da compra de imóveis e declarou à Justiça Eleitoral o valor de um apartamento abaixo do preço real.

Na época em que o caso foi divulgado, Flávio alegou que a investigação é “desprovida de fundamentação” e que a acusação foi feita por um advogado ligado ao PT “com o único intuito de provocar desgaste político aos adversários”.

PUBLICIDADE
Temas: Raquel Dodge