Publicado em 21/01/2019 às 17h10.

Temer perdoou R$ 47,4 bi de dívidas de empresas

Foi a maior anistia concedida por um presidente em um período de dez anos

Redação
Foto: Beto Barata/ PR
Foto: Beto Barata/ PR

 

 

O último grande Refis – programa de parcelamento de débitos tributários-, concedido pelo governo federal durante o governo do ex-presidente Michel Temer (MDB), perdoou R$ 47,4 bilhões em dívidas de 131 mil contribuintes.

Os dados constam no balanço final do programa de parcelamento de débitos tributários. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

Com os abatimentos, a renúncia do Refis do ano passado só foi menor que o perdão de R$ 60,9 bilhões do Refis da Crise, lançado no final de 2008.

O restante (R$ 59,5 bilhões, ou pouco mais da metade da dívida original) foi parcelado em até 175 prestações.

Os parcelamentos especiais permitem que as companhias refinanciem dívidas com descontos sobre juros, multas e encargos. Em troca do benefício, o governo recebe uma parcela da dívida adiantada, no entanto, acaba abrindo mão de uma parcela do que ganharia com juros e multas.

Os descontos chegaram a até 70% em multas e 90% em juros.

PUBLICIDADE
Temas: Michel temer , Refis