Publicado em 14/03/2019 às 17h09.

Toffoli abre inquérito para investigar fake news e ameaças contra ministros do Supremo

A investigação tramitará em sigilo e ficará sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes

Redação
Foto: Fellipe Sampaio/STF
Foto: Fellipe Sampaio/STF

 

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), informou nesta quinta-feira (14), no começo da sessão plenária, a abertura de um inquérito para apurar a existência de fake news, ameaças e calúnias contra integrantes da Corte e seus parentes, de acordo com a Folha.

Toffoli anunciou que o inquérito investigará as supostas infrações “em toda a sua dimensão”.

“Tenho dito sempre que não existe Estado Democrático de Direito, democracia, sem um Judiciário independente e sem uma imprensa livre. Este Supremo Tribunal Federal sempre atuou na defesa das liberdades, e em especial a liberdade de imprensa, em vários de seus julgados”, declarou o presidente do STF.

A investigação tramitará em sigilo e ficará sob a relatoria do ministro Alexandre de Moraes, que poderá requerer à presidência do tribunal a estrutura necessária para o trabalho.