Publicado em 18/01/2018 às 11h44.

‘Tentativa de interdição do Lula é tentativa de interdição da democracia’

“Esse processo é mais uma obsessão de condenação e uma tentativa de interdição de uma liderança política”, avalia Jaques Wagner

Redação
Foto: Clara Rellstab/ bahia.ba
Foto: Clara Rellstab/ bahia.ba

 

Em entrevista ao jornalista Bob Fernandes, na TVE Bahia, o secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaques Wagner, reafirmou o que classifica como “perseguição política” contra o ex-presidente Lula.

Questionado sobre a declaração do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Carlos Thompson Flores, que elogiou a sentença do juiz Sérgio Moro e considera sua argumentação “irretocável”, o ex-governador afirmou que o processo mostra uma certa “obsessão de condenação” e uma manobra para que Lula não esteja presente nas eleições de 2018.

“A cada dia que passa as revelações que vão aparecendo acabam mostrando a um número cada vez maior de brasileiros que esse processo é mais uma obsessão de condenação e uma tentativa de interdição de uma liderança política”, disse Wagner.

Sobre a reforma política, o secretário afirmou que “Não adianta a gente ficar esperando a honestidade individual de cada um de nós se o arcabouço político é todo podre. A lei partidária no Brasil é louca, a lei eleitoral é ineficiente e nós pecamos. Eu digo sempre, o maior pecado do PT, ou a maior responsabilidade do PT, desse grupo político, é em 2003 não ter feito a mãe das reformas que é a reforma política”, avalia o líder petista.

O TVE Entrevista Especial poderá ser acompanhado também pelo facebook oficial da emissora (/tvebahia), pelo youtube (/tvebahia) ou pelo Portal www.tve.ba.gov.br/tveonline. O TVE Entrevista Especial vai ao ar neste domingo (21), às 19h, e na segunda-feira (22), às 20h15.

Mais notícias