Publicado em 09/10/2018 às 18h40.

Hotelaria fecha setembro com 62% de ocupação e já projeta 100% para o Réveillon

Em entrevista ao bahia.ba, o presidente da ABIH-BA atribuiu o crescimento a ações de marketing e geração de emprego no setor, além da requalificação da cidade

Rayllanna Lima
Foto: Reprodução/ABIH-BA
Foto: Reprodução/ABIH-BA

 

O crescimento do setor hoteleiro da capital baiana segue de vento em popa. De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis na Bahia (ABIH-BA), a rede hoteleira encerrou o mês de setembro com taxa de ocupação de 62,80%. No comparativo com o mês anterior, o crescimento foi de 8,20%.

Os números são ainda mais positivos no acumulado dos nove primeiros meses do ano, quando o setor registrou ocupação média de 61%, superior em 55% no comparativo com o mesmo período de 2017.

Em entrevista ao bahia.ba, o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos, atribuiu o bom desempenho a uma série de ações realizadas pela entidade em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).

“É reflexo do trabalho de marketing fizemos nos últimos dois anos e meio. Geramos mais de 2.500 empregos para operadores de turismos e agentes de viagens. A gente tem um trabalho muito forte em cima do turismo. A requalificação da cidade também contribui. Ficou melhor para os moradores e bem atrativa para o turismo”, disse.

Final de ano – Com o registro contínuo de crescimento, a expectativa também sobe. Segundo Glicério Lemos, a ocupação hoteleira esperada para o Réveillon 2018/2019 é de 100%.

“Encerramos janeiro deste ano com 80,3% de ocupação. Para 2019, estamos pensando em 92%. O Réveillon [2017/2018] registrou ocupação no setor hoteleiro de 97%. Vamos conseguir conquistar esses 3% para fechar o próximo com 100%”, afirmou.