Publicado em 14/03/2019 às 07h42.

Agentes penitenciários baianos trabalharão armados pela primeira vez

Profissionais só poderão usar equipamentos fora das cadeias

Redação
Foto: Fernando Vivas/GOVBA
Foto: Fernando Vivas/GOVBA

 

Os agentes penitenciários da Bahia receberam, na tarde da quarta-feira (13), fardamentos, equipamentos e armamentos institucionais. Pela primeira vez desde 2014, quando o Estatuto do Desarmamento foi alterado para permitir que a categoria trabalhasse portando armas, esse tipo de entrega ocorre na Bahia, mas é para uso fora dos presídios.

De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), o investimento foi de cerca de R$ 7,9 milhões, o que incluiu a compra de equipamentos de baixa letalidade, como granadas de efeito moral, coletes de proteção balística, escudos e outros para atividade de inteligência.

Ainda segundo a Seap, as armas entregues serão utilizadas em três atividades básicas do sistema: escolta, custódia e segurança de perímetro dos estabelecimentos prisionais.