Publicado em 21/09/2017 às 20h00.

Bahia tem 40 cidades em regime de racionamento de água

O número é dez vezes maior do que o registrado em fevereiro deste ano, quando apenas quatro cidades estavam com o abastecimento controlado

Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Quarenta cidades da Bahia estão em regime de racionamento de água, em decorrência da longa estiagem que atinge algumas regiões do estado. Segundo a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), o número é dez vezes maior do que o registrado em fevereiro deste ano, quando apenas quatro municípios estavam com o serviço controlado.

Estão na lista Andorinha, Bonito, Brotas de Macaúbas, Caldeirão Grande, Candeal, Capela do Alto Alegre, Capim Grosso, Conde, Entre Rios, Esplanada, Filadélfia, Gavião, Gentio do Ouro, Ibitiara, Ichu, Itiúba, Jaguarari, Jandaíra, Lajedinho, Mairi, Morro do Chapéu, Mundo Novo, Nova Fátima, Novo Horizonte, Pé de Serra, Pintadas, Ponto Novo, Queimadas, Quixabeira, Riachão do Jacuípe, Santaluz, São Domingos, São José do Jacuípe, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrolândia, Valente, Várzea do Poço, Várzea Nova e Wagner, além da localidade de Várzea do Meio (distrito de Várzea da Roça).

Os municípios em questão têm distribuição de água em dias alternados, para diferentes áreas. A recomendação é para que a população faça a reserva para uso nos períodos de desabastecimento, com a instalação de caixas d’água com capacidade suficiente para atender às necessidades de consumo de cada família, além de bomba no reservatório inferior, em caso de imóveis com mais de um pavimento.