Publicado em 15/03/2019 às 11h37.

Adolescente suspeito de planejar massacre em Suzano é apreendido

Ataque deixou dez mortos, dos quais duas funcionárias da escola, seis alunos e os dois criminosos que cometeram suicídio

Redação
Foto: Amanda Perobelli/Reuters
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

 

O adolescente de 17 anos que teria participado do planejamento do ataque à escola estadual Raul Brasil, em Suzano, foi apreendido na manhã desta sexta-feira (15). Segundo informações da polícia, ele é ex-aluno do mesmo colégio e foi colega de turma de um dos atiradores.

Na tarde desta quinta-feira (14), o delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes, afirmou que já havia solicitado abusca pelo adolescente à Justiça e aguardava apenas a decisão da Vara da Infância e Juventude.

O ataque deixou dez mortos, dos quais duas funcionárias da escola, seis alunos e os criminosos, que se mataram depois do ataque. Outros 11 feridos foram encaminhados a hospitais. Oito ainda continuam internados.

A informação sobre a existência de uma terceira pessoa no planejamento do crime partiu do dono de um estacionamento onde a dupla guardou o carro alugado para deixar as armas.

Em entrevista coletiva realizada nesta quinta (15), o delegado revelou que o adolescente ajudou Guilherme Taucci Monteiro, de quem seria colega de classe, e Luiz Henrique de Castro na elaboração do atentado.

O jovem não foi ao local do massacre, mas participou ativamente do planejamento da ação. De acordo com a polícia, o trio estava trabalhando nos planos para o atentado desde novembro do ano passado.