Publicado em 13/11/2017 às 19h00.

Ônibus que tombou na Fernão Dias era clandestino, diz ANTT

O coletivo seguia de Itabuna para São Paulo e o acidente matou sete pessoas – seis no local e uma no hospital

Redação
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

 

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou nesta segunda-feira (13) que o ônibus de turismo que tombou em Brumadinho, Região Metropolitana (RMS) de Belo Horizonte, não estava autorizado a fazer a viagem. O veículo saiu de Itabuna, no sul baiano, em direção a São Paulo.

O acidente ocorreu no Km 525 da BR-381, conhecida como Rodovia Fernão Dias, na descida da Serra de Igarapé, neste domingo (12). Sete pessoas morreram – seis no local e uma no hospital. Havia neblina no momento do acidente. A principal suspeita da perícia é de que o veículo tenha perdido os freios.

Seis pessoas feridas foram levadas ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital mineira. Dos atingidos, um já recebeu alta e um está em estado grave. Duas vítimas estão internadas no Hospital Regional de Betim.

Segundo a ANTT, que apura o ocorrido junto à Polícia Rodoviária Federal (PRF), a transportadora foi autuada. O valor da multa para a prática é de aproximadamente R$ 6 mil.

Ainda de acordo com o órgão, sempre que um cidadão quiser saber, antes de fretar um ônibus, se ele é regularizado na ANTT, é necessário acessar o espaço do passageiro no site da agência. Quem observar qualquer irregularidade pode fazer uma denúncia à ouvidoria da ANTT pelo telefone 166 ou pelo e-mail ouvidoria@antt.gov.br.