Publicado em 05/12/2017 às 17h20.

Segóvia deve trocar comando da PF em 12 estados; Bahia fica de fora

Também devem ser mantidos os superintendentes de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Ceará, Roraima, Amazonas, Rio Grande do Sul e Goiás

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, deverá trocar ao menos 12 dos 27 superintendentes regionais do órgão.

Segundo o G1, o superintendente da Bahia, Daniel Madruga, será mantido no cargo, assim como os de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Ceará, Roraima, Amazonas, Rio Grande do Sul e Goiás. As trocas devem ocorrer em Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Sergipe, Alagoas, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão e Acre.

Ainda de acordo com a publicação, as trocas em Pernambuco e na Paraíba já foram oficializados. Cairo Costa Duarte, antigo número 2 no Distrito Federal, assume em Pernambuco; o delegado André Vieira Andrade, que já atuou em Goiás e no Pará, comandará a PF na Paraíba.

PUBLICIDADE