Publicado em 09/06/2018 às 09h15.

Com produtos em alta, Salvador fecha maio com maior inflação do país

Alimentos, combustíveis e energia elétrica tiveram aumento de preço; índice de 1,11% é quase três vezes maior que a média nacional

Redação
Foto: Arquivo/ Agência Brasil
Foto: Arquivo/ Agência Brasil

Salvador e Região Metropolitana fecharam o mês de maio com a maior taxa de inflação do país. Alavancado pela alta nos combustíveis, energia elétrica e alimentos, o índice de 1,11% foi quase três vezes maior que a média nacional que ficou em 0,4%. 

Todos os nove produtos que compõem o IPCA (Índice de Preço ao Consumidor) tiveram aumento, algo que não acontecia desde 2006. A energia elétrica (inflação de de 18,45%), a gasolina (8,11%) e, entre os alimentos, a cebola (44,69%) foram itens que mais ajudaram a levantar a inflação, segundo o G1. O ovo (30%) e a farinha de trigo (40%) também aumentaram.

Um dos fatores determinantes para a alta é a greve dos caminhoneiros, que prejudicou o abastecimento em todo o país. Não há expectativa de grandes mudanças para o mês de junho, e a previsão é de que a inflação continue alta.

O governo da Bahia já anunciou que haverá reajuste de 4,09% na tarifa pelos serviços prestados pela Empresa Baiana de Água e Saneamento, a partir de junho. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também confirmou aumento na bandeira tarifária, a temida faixa vermelha.