Publicado em 18/04/2019 às 18h20.

Alexandre de Moraes revoga decisão que censurou sites

Nesta quinta, os ministros Celso de Mello e Marco Aurélio Mello fizeram críticas públicas a Moraes e a Dias Toffoli, presidente do STF

Redação
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

 

O ministro Alexandre de Moraes revogou sua própria decisão de retirar do ar uma matéria da revista Crusoé e do site O Antagonista sobre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Os dois ministros estavam sendo alvos de críticas de juristas, outros ministros do STF, entidades de jornalismo e quadros políticos – um senador chegou inclusive a propor o impeachment de ambos.

A matéria da revista revelava que Marcelo Odebrecht se referia a Dias Toffoli como “amigo do amigo de meu pai”. Não há menção a pagamentos ou irregularidades. O site O Antagonista avisou que está à espera da notificação com a decisão judicial para republicar as reportagens.

Nesta quinta-feira (18), Toffoli e Alexandre de Moraes receberam críticas públicas de Celso de Mello, decano da Corte, que chamou a decisão de “censura”, e Marco Aurélio Mello, que citou a palavra “mordaça”.