Publicado em 26/11/2017 às 12h30.

Carmén Lúcia diz que revisão do foro privilegiado ‘favorece’ Lava Jato

Presidente do STF ainda defendeu a delação premiada, prisões preventivas e execução de pena após condenação em segunda instância

Redação
Foto: Reprodução/Folha - Uol
Foto: Reprodução/Folha – Uol

 

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carmén Lúcia, disse que a revisão do foro privilegiado para parlamentares “favorece” a Operação Lava Jato.

“Favorece, porque faz com que aquilo que é relativo à Lava Jato seja julgado de maneira mais rápida e separa o que diz respeito a mandato, o que não diz, o que é anterior, o que não é. Portanto nós teremos maior celeridade. Os processos da Lava Jato precisam ser julgados. A sociedade espera uma resposta, quer para condenar, quer para dizer que determinadas pessoas sejam absolvidas. É preciso que se julguem os crimes de corrupção, que ninguém suporta mais”, afirmou, em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo.

A comandante do STF ainda defendeu a delação premiada, prisões preventivas e execução de pena após condenação em segunda instância.