Publicado em 06/07/2018 às 09h05.

Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia

Ele chegou a levar suprimentos para as crianças e o técnico presos, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna

Redação
Foto: Reprodução/Facebook/Saman Kunan
Foto: Reprodução/Facebook/Saman Kunan

 

Um ex-mergulhador da Marinha tailandesa que tinha se oferecido para ajudar na operação de resgate das crianças presas em uma caverna inundada na Tailândia acabou morrendo nesta quinta-feira (5).

Saman Kunan, de 38 anos, chegou a levar suprimentos para o grupo mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. “A morte deste especialista mergulhador serve para mostrar a dificuldade dos trabalhos de resgate. Apesar desta morte, não vamos parar de trabalhar para resgatar o grupo”, afirmou uma fonte do gabinete do governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna.

O corpo de Kunan será encaminhado para a cidade de Sattahip, no sudeste do país, onde será realizado o funeral. Ele será cremado.

Os 12 meninos e o treinador de futebol deles, estão presos desde 23 de junho e foram encontrados por dois mergulhadores britânicos após nove dias de buscas, aglomerados sobre uma rocha a cerca de 4 km da entrada.