Publicado em 07/02/2019 às 08h51.

Militares venezuelanos bloqueiam ponte na fronteira com a Colômbia, diz jornal

Há escassez de alimentos e medicamentos no país, mas Nicolás Maduro considera ajuda internacional uma “desculpa” para intervenção militar

Redação
ponte venezuela foto reproducao band
Foto: Reprodução / Band

 

Em meio à necessidade de receber ajuda humanitária devido à escassez de alimentos e medicamentos no país, militares venezuelanos bloquearam uma ponte na fronteira com a Colômbia nesta quarta-feira (6), segundo o jornal local de oposição Tal Cual.

Posteriormente, a AFP constatou que foram utilizados um contêiner de carga e um tanque de transporte de combustível para impedir a passagem na ponte Tienditas, que liga as cidades de Cúcuta (Colômbia) e Ureña (Venezuela).

Deputado no estado fronteiriço venezuelano de Táchira Franklyn Duarte atribuiu a ação a “efetivos das Forças Armadas”.

Nicolás Maduro recusa a ajuda internacional, por considerá-la uma “desculpa” para uma intervenção militar liderada pelos Estados Unidos na Venezuela.

Presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Juan Guaidó, foi reconhecido por mais de 30 países como presidente interino do país.