Publicado em 15/11/2017 às 12h30.

Presidente do Líbano acusa Arábia Saudita de manter Hariri refém

"Não vamos aceitar que ele permaneça um refém cujo resgate não sabemos qual é", disse Michel Aoun

Redação

O presidente do Líbano, Michel Aoun, acusou nesta quarta-feira (15) a Arábia Saudita de manter o premiê libanês, Saad Hariri, e sua família, como reféns, e qualificou a ação como um “ato de agressão”.

“Não vamos aceitar que ele permaneça um refém cujo resgate não sabemos qual é. Nada justifica que Hariri não tenha retornado em 12 dias. Por isso consideramos que ele esteja detido”, afirmou Aoun em um comunicado.

Ele acrescentou que a família de Hariri também estava detida em sua casa na Arábia Saudita, sendo revistada sempre que entra ou sai.

PUBLICIDADE