Publicado em 21/03/2017 às 08h24.

MP e Polícia Civil prendem seis em operação contra fraudes em prefeitura

Grupo atuava desde 2009 e já recebeu mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações superfaturadas

Redação
Foto: Secom
Foto: Secom

 

Seis pessoas, entre empresários e funcionários públicos, foram presas em uma operação deflagrada ema ação conjunta do Ministério Público da Bahia (MP-BA) e da Polícia Civil na madrugada desta terça-feira (21) no município de Ilhéus, no sul da Bahia.

Para desarticular a atuação do grupo criminoso, que recebeu mais de R$ 20 milhões decorrentes de contratações fraudadas e superfaturadas em procedimentos licitatórios realizados pela Prefeitura de Ilhéus, a “Operação Citrus”, cumpriu, além dos seis mandados de prisão, seis ordens de condução coercitiva e 25 de busca e apreensão.

Conforme apurado pelo MP-BA, o grupo opera desde 2009 e celebra contratos com a administração municipal para o fornecimento de bens diversos por meio das rubricas genéricas de “gêneros alimentícios” e “materiais de expedientes/escritório”. O esquema contava com a participação de agentes públicos do primeiro escalão.

De acordo com o MP-BA, as empresas alvo da ação conjunta são a Marileide S. Silva de Ilhéus, Mariângela Santos Silva de Ilhéus EPP, Thayane L. Santos Magazine ME, Andrade Multicompras e Global Compra Fácil Eireli-EPP, todas geridas por Enoch Andrade Silva.

Também foi identificada a participação do empresário Noeval Santana de Carvalho, que celebrava contratos irregulares com o Poder Público para fornecimento de merenda escolar. O órgão não divulgou o nome dos agentes públicos envolvidos na fraude.