Publicado em 10/04/2018 às 13h22.

ACM Neto atribui decisão de não sair candidato a ‘vontade do povo’

"Percebi que a vontade majoritária do povo da nossa capital era que eu desse continuidade ao meu trabalho”, declarou o prefeito, em vídeo

Rodrigo Aguiar

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), voltou a falar sobre sua decisão de não concorrer ao governo do Estado. Em vídeo divulgado, o democrata afirmou que não saiu candidato a governador porque este foi o desejo da maioria da população de Salvador.

“Nas ruas, nas conversas, nos eventos que participei, através das redes sociais, e também de pesquisas, percebi que a vontade majoritária do povo da nossa capital era que eu desse continuidade ao meu trabalho”, declarou o prefeito.

Ainda ao explicar os motivos de não concorrer ao Palácio de Ondina, o democrata afirmou que esta foi uma decisão diferente “do que a maioria dos políticos poderia tomar”.

“Talvez o mais natural fosse buscar um novo projeto de poder, mas preferi honrar o compromisso que assumi com a nossa cidade”, acrescentou.

Há pelo menos um ano, o chefe do Executivo soteropolitano era saudado como “governador” em eventos públicos por aliados e simpatizantes.

Ao anunciar na última semana que não seria candidato a governador, o democrata disse: “Meu coração me impede de deixar a prefeitura neste momento”.

Durante as conversas para o lançamento da candidatura, aliados de Neto consideravam essencial conseguir pelo menos uma das duas condições: afastar o deputado federal Lúcio Vieira Lima do MDB ou conseguir o apoio do PR, aliado do governador Rui Costa (PT). Nenhum dos cenários, porém, se concretizou.

Em sua mensagem gravada, o prefeito aproveitou para defender mais uma vez o pré-candidato do DEM ao governo, José Ronaldo, classificado como um homem “dinâmico, inovador, criativo e trabalhador”.