Publicado em 22/03/2019 às 10h43.

Colbert Martins interrompe movimento de aproximação com a oposição

Sucessor de Zé Ronaldo chegou a se reunir com opositores ao assumir mandato

Breno Cunha
Foto: Brizza Cavalcante / Câmara dos Deputados
Foto: Brizza Cavalcante / Câmara dos Deputados

 

Ao contrário do que alguns líderes políticos de Feira de Santana imaginavam, o atual prefeito da cidade, Colbert Martins (MDB), evitou intensificar a aproximação com a oposição depois de assumir o cargo.

Segundo o apurado pelo bahia.ba, o sucessor de José Ronaldo, que renunciou em abril do ano passado para concorrer ao governo do Estado, chegou a se reunir com a oposição do demista, mas o movimento de aproximação não teve continuidade.

O líder da oposição na Câmara de Vereadores de Feira, Alberto Nery, confirmou a reunião em contato com o bahia.ba.

“Sentamos com ele, propondo que se o pensamento dele fosse parecido com o nosso, mesmo sendo de oposição, ele teria o nosso apoio”, disse, citando alguns pleitos da oposição, como a organização do centro comercial de Feira, além da revitalização do centro de reabastecimento e melhora no transporte público local.

“Na prática, ele não demonstrou nada relacionado a esses compromissos. Não vemos ele como melhor [em comparação com o governo de Zé Ronaldo]”, acrescentou.

Natural candidato à reeleição, Colbert Martins pode não contar com o apoio de parte de sua base e ter dificuldade de construir uma candidatura competitiva.

Isso porque a executiva estadual do PSL, partido aliado do DEM na Bahia, já informou que o partido deve ter candidato em Feira de Santana, cidade onde saiu forte na última eleição devido a Dayane Pimentel. Não está descartada sequer a candidatura de Dayane.