Publicado em 09/07/2019 às 18h03.

Em áudio, Dallagnol comemora decisão de Fux que proibiu entrevista de Lula

Procurador ainda pede que a informação seja mantida em sigilo: "Não vamos alardear isso aí, não vamos falar para ninguém"

Redação
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

 

Em áudio divulgado nesta terça-feira (9) pelo site The Intercept Brasil, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato, comemora liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, que proibiu a Folha de S. Paulo de entrevistar o ex-presidente Lula na prisão.

“A notícia é boa, para terminar bem a semana, depois de tantas coisas ruins”, diz o procurador, em áudio enviado no dia 28 de setembro do ano passado.

Na ocasião, Fux suspendeu decisão do colega Ricardo Lewandowski, que havia autorizado a entrevista, e determinou que o assunto fosse avaliado pelo plenário da Corte.

Dallagnol ainda pede que a informação seja mantida em sigilo. “Não vamos alardear isso aí, não vamos falar para ninguém. Vamos ficar quietos, para evitar a divulgação o quanto for possível. Porque, quanto antes divulgar isso, antes vai ter recurso do outro lado, antes isso aí vai para o plenário”, afirma.

PUBLICIDADE