Publicado em 20/03/2018 às 10h39.

Gualberto crava: ‘PSDB não coliga com ACM Neto se MDB estiver na chapa’

Deputado federal disse ainda que, “se for necessário”, o PSDB pode lançar até candidato próprio ao governo: “A gente vai procurar o nosso caminho”, avisou

Rodrigo Daniel Silva
Foto: Alexssandro Loyola
Foto: Alexssandro Loyola

 

Presidente do PSDB da Bahia, o deputado federal João Gualberto foi enfático, na manhã desta terça-feira (20), ao dizer que seu partido não fará aliança com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), para disputar o governo da Bahia, caso o MDB de Lúcio Vieira Lima esteja na chapa.

“O PSDB não coliga com ACM Neto ou o DEM se o MDB participar da chapa proporcional ou/e majoritária. Mesmo que Neto queira, nós não vamos coligar. A gente não quis se aliar em 2014, e não queremos agora”, afirmou o tucano, em entrevista ao bahia.ba.

Gualberto ressaltou que, em 2014, o PSDB se recusou a ficar no grupo da oposição se o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) fosse a “cabeça da chapa”. Diante da resistência dos tucanos, o emedebista acabou sendo candidato ao Senado e perdeu. “Agora, estamos mantendo a coerência”, frisou.

O deputado federal disse ainda que, “se for necessário”, o PSDB pode lançar até candidato próprio ao governo. “A gente vai procurar o nosso caminho”, avisou.

Gualberto rebateu a crítica do governador Rui Costa (PT) de que o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) está sendo “maltratado” no grupo da oposição. “O PMDB é aliado histórico do PT. Agora, eles querem colar em Neto. Mas, na maior parte período da Bahia, Lúcio e Geddel estavam com o PT. Rui não tem moral nenhuma para falar de nada”, salientou.