Publicado em 13/01/2018 às 07h21.

Lúcio e Geddel acham que ACM Neto quer enfraquecê-los no MDB, diz coluna

Irmãos acreditam que parte do prefeito o movimento para miná-los no MDB baiano

Romulo Faro
Foto: Max Haack
Foto: Max Haack

 

Os irmãos Vieira Lima acreditam que parte do prefeito ACM Neto (DEM) o movimento para miná-los no MDB. O ex-ministro Geddel e o deputado federal Lúcio Vieira Lima estão ‘incomodados’ com o democrata, segundo a coluna Expresso, da revista Época.

Eles acham que o vice-prefeito Bruno Reis se movimenta para assumir o controle do partido na Bahia com orientação de ACM Neto.

Geddel e Lúcio de fato já perderam espaço em seu partido por causa do chamado ‘bunker’ do ex-ministro, onde a Polícia Federal apreendeu R$ 51 milhões. Geddel continua preso na Papuda e Lúcio passou a ser investigado a partir do descobrimento de suas digitais no apartamento.

Bruno Reis e os demais líderes emedebistas baianos já não fazem cerimônia para dizer que os Vieira Lima ‘não fazem mais parte do dia a dia do partido’. ACM Neto costuma dizer que ‘o MDB é maior do que as pessoas’, mas nos bastidores o prefeito não esconde seu desconforto.