Publicado em 17/03/2016 às 12h05.

Manifestantes furam bloqueio e se aproximam do Planalto

Em meio à confusão, a PM uso spray de pimenta para tentar conter os manifestantes. Homens da cavalaria da PM foram acionados

Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

 

Manifestantes a favor do governo Dilma Rousseff furaram o bloqueio da Polícia Militar, atravessaram a pista e se aproximaram da rampa de acesso ao Palácio do Planalto, onde ocorreu a cerimônia de posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no cargo de ministro-chefe da Casa Civil na manhã desta quinta-feira (17).

Em meio à confusão, a Polícia Militar usou spray de pimenta para tentar conter os manifestantes. Homens da cavalaria da PM foram acionados. Parlamentares que saíam da cerimônia de posse no Palácio foram xingados por um  grupo de manifestantes contrários ao governo que também conseguiu se aproximar da rampa. Um grupo de policiais faz um cordão de isolamento para separar os dois grupos.

No grupo que apoia o Partido dos Trabalhadores, muitos gritavam “o campeão voltou”, numa referência direta ao retorno de Lula ao governo, enquanto os que defendem a saída de Dilma diziam “Lula ladrão, seu lugar é na prisão”. De ambos os lados, é possível ouvir o estouro de fogos de artifício, cornetas e apitos.

Soldados da Polícia Militar do Distrito Federal permanecem no local para tentar evitar o contato direto entre quem é contra e a favor do governo Dilma. Mais cedo, pelo menos três pessoas foram detidas depois que integrantes dos dois grupos entraram em confronto. Os ânimos permanecem bastante exaltados.

PUBLICIDADE