Publicado em 19/05/2017 às 17h49.

Ministro do PRB foi beneficiário de propina de R$ 6 mi, diz delator

Dono da JBS contou que conheceu Marcos Pereira na eleição de 2014 porque o PRB “foi um dos partidos que o PT comprou e quem pagou fomos nós”

Rodrigo Aguiar
Ministro Marcos Pereira (Foto Divulgação PRB)
Foto: Divulgação PRB

 

O empresário Joesley Batista afirmou, em delação premiada, que combinou o pagamento de R$ 6 milhões ao ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, presidente licenciado do PRB, no final de 2015.

Segundo um dos proprietários da JBS, o repasse seria uma contrapartida a um empréstimo conseguido pela empresa com a Caixa Econômica Federal.

A negociação teria sido conduzida, de acordo com Batista, pelo vice-presidente corporativo do banco, Antônio Carlos Ferreira, que seria apadrinhado político do ministro.

“Aquele empréstimo que eu relatei foi todo conduzido na área técnica, onde o vice-presidente era o Antônio Carlos. Já no final, praticamente aprovando, ele me abordou e disse que o Marcos era o padrinho político dele e me perguntou se não teria como fazer uma contribuição”, declarou Batista.

Ainda conforme o empresário, foram pagos aproximadamente R$ 4 milhões do valor combinado. O dono da JBS contou que conheceu o presidente do PRB na eleição de 2014 porque o PRB “foi um dos partidos que o PT comprou e quem pagou fomos nós”.