Publicado em 25/03/2019 às 15h21.

Salvador: emenda de religiosos pode barrar criação de conselho LGBT

Proposta consta em um projeto de lei sobre a reorganização da estrutura administrativa da prefeitura

Rodrigo Aguiar
Foto: Luiza Lopes/bahia.ba
Foto: Luiza Lopes/bahia.ba

 

Sugerida em projeto de autoria do Executivo municipal, a criação de um conselho LGBT pode ser barrada pela Frente Parlamentar dos Tempos Religiosos na Câmara. A proposta consta em um projeto de lei sobre a reorganização da estrutura administrativa da prefeitura.

Ao apresentar seu parecer sobre o projeto nesta segunda-feira (25) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, o vereador Alexandre Aleluia (DEM) se posicionou favorável à matéria, porém incorporou ao seu voto uma emenda supressiva para retirar do texto a criação do conselho LGBT.

Em seu voto, ao defender a emenda da frente, Aleluia disse que a proposta de criação do conselho seria um item sem relação com o conteúdo da matéria. Aleluia foi seguido pelos vereadores Duda Sanches (DEM), Alfredo Mangueira (MDB) e Marcelle Moraes. A vereadora chegou a se manifestar favorável à criação do conselho, mas ainda assim votou com o relator.

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) pediu vistas e terá 72 horas para analisar a matéria

PUBLICIDADE
Temas: Conselho , lgbt