Publicado em 18/05/2019 às 16h00.

Codecon apreende 142kg de alimento impróprio para consumo

Operação teve como alvo 14 estabelecimentos da capital; em 14, havia irregularidades

Redação
Foto: Bruno Concha/Secom
Foto: Bruno Concha/Secom

 

A Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon) contabilizou 142 kg de alimentos, 948 ovos e seis litros de suco destruídos por estarem impróprios para consumo em Salvador. O material foi apreendido após cinco dias de iniciada a Operação Alimento Seguro, encerrada na sexta-feira (17).

Segundo balanço do órgão, 14 estabelecimentos foram vistoriados por fiscais do órgão, tendo sido encontradas irregularidades em 12 deles.

Ao todo, houve emisão de oito autos em razão de produtos vencidos, sem data de validade ou deteriorados, outros quatro autos foram lavrados por produtos vencidos, dois por produtos descongelados de maneira inadequada e um por validade vencida e higiene inadequada.

Também foram emitidas 13 notificações, três delas por validade vencida, cinco por falta de informação de validade, uma por ausência de Código de Defesa do Consumidor visível para consumidores, duas por lixeira inadequada, uma por falta de higiene e outra falta de informação clara em rótulo de alimentos.

De acordo com Roberta Caires, diretora da Codecon, a multa nestes casos varia de R$ 650 a R$ 9,5 milhões. “Nosso dever é fiscalizar para proteger o consumidor especialmente porque há espaços de produção de alimentos que não são visíveis aos olhos deles”, declarou a diretora.

“Temos operações de rotina na área alimentar, mas a Operação Alimento Seguro Codecon foi deflagrada após um mapeamento de denúncias que vêm de toda a cidade e não são pontuais. Estamos atuando de maneira planejada e permaneceremos abordando estabelecimentos do setor alimentar, sejam restaurantes, padarias, supermercados e delicatessens, por um longo período”, ressaltou Roberta.

PUBLICIDADE