Publicado em 17/04/2018 às 07h16.

Dirigente: ocupação do MST na TV Bahia ‘não tem previsão’ de acabar

O grupo protesta contra a prisão do ex-presidente Lula, que está na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba

Mateus Soares
Foto: Reprodução/ Facebook
Foto: Reprodução/ Facebook

 

Após invadir a sede da TV Bahia, afiliada da Rede Globo, desde as 5h desta terça-feira (17), o coordenador do Movimento Sem Terra na Bahia (MST-BA), Evanildo Costa, afirmou que o grupo não tem previsão de deixar o pátio da emissora.

“Não temos previsão de sair. Ficaremos por tempo indeterminado”, disse Evanildo, em entrevista ao bahia.ba. “Além da TV Bahia, aconteceram várias outras ocupações no estado nessa madrugada, como em Santo Amaro e Casa Nova… Vamos continuar [com os protestos] durante toda a semana”, completou.

O grupo protesta contra a prisão do ex-presidente Lula, que está na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro. Também se manifesta contra o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e o governo Temer.