Publicado em 22/05/2018 às 17h08.

Neto afirma que greve trará ‘graves prejuízos’ para a população

Prefeito afirmou ainda que o plano de contingenciamento pode ser frustrado: "Existe um movimento organizado para impedir a saída dos ônibus das garagens"

Fernando Valverde / Rodrigo Aguiar
Foto: Secom / prefeitura de Salvador
Foto: Secom / prefeitura de Salvador

 

O prefeito de Salvador, ACM Neto, reconheceu que a greve dos rodoviários, confirmada nesta terça-feira em reunião do sindicato, trará graves prejuízos à população, mesmo com o plano de contingência elaborado pela gestão municipal e a determinação judicial para manutenção de 50% da frota nas ruas em horários de pico. “Existe um movimento organizado para impedir a saída dos ônibus das garagens”, declarou o prefeito, em coletiva na tarde desta terça-feira (22).

O gestor disse ainda que, quanto mais cedo a Justiça do Trabalho se posicionar sobre o assunto, mais fácil será reverter a paralisação. “Ninguém pode dar a garantia de que isso [percentual de frota nas ruas] vá acontecer”, reconheceu Neto.

O prefeito negou ainda a possibilidade de um novo reajuste das passagens. “Seria muito cômodo a prefeitura ceder e autorizar um novo reajuste. Qualquer novo aumento só acontecerá em 2019, a luz de um estudo que está sendo realizado”.