Publicado em 14/11/2017 às 18h44.

Preso, homem confessa ter matado jornalista

Matheus e Daniela se conheceram há três anos em uma empresa de call center e teriam relação amorosa, que culminou em um fim trágico nesta segunda-feira (13)

Redação

Matheus William Oliveira Alecrim Dourado Araújo, 32 anos, confessou para a polícia, na tarde desta terça-feira (14), que matou a jornalista Daniela Bispo dos Santos, 38. Segundo o acusado, ele era pressionado por ela a romper o seu noivado com outra mulher.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que o homem chegou ao edifício empresarial Catabas, na Avenida Tancredo Neves, no começo da noite de segunda (13). Ele relatou que carregava dentro de uma mochila uma pedra para agredir a moça. Os dois haviam marcado uma conversa.

Na ocasião do crime, por volta das 19h, a vítima, que era funcionária de um call center, deixou o local de trabalho e se dirigiu ao 6º andar. Antes de sair, avisou aos colegas que iria a uma farmácia e voltaria logo, quando, na verdade, iria se encontrar com Araújo.

Houve uma discussão e o próprio acusado disse que começou a agredi-la com socos. Depois, passou a atacá-la com pedradas. O impacto a fez cair um lance de degraus, do 6º para o 5º pavimento. Em seguida, o homem trocou de camisa e saiu pela garagem do imóvel.

Uma das amigas de Daniela o reconheceu a partir de imagens capturadas pelas câmeras de segurança do local.

A polícia se dirigiu até a casa dele, no bairro da Saúde, mas não o encontrou. Os agentes conseguiram localizá-lo em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Ele negou o crime até ver as gravações.

Matheus será indiciado por homicídio qualificado por feminicídio.