Publicado em 23/08/2019 às 12h40.

Biometria: mais de 19 mil títulos podem ser cancelados em Nordestina e Queimadas

De acordo com o TRE-BA, recadastramento é obrigatório para todos os eleitores, inclusive aqueles cujo voto é facultativo

Redação
Foto: Divulgação/TRE-BA
Foto: Divulgação/TRE-BA

 

Os eleitores dos municípios de Nordestina e Queimadas, no nordeste baiano, que não realizaram o recadastramento biométrico obrigatório para as eleições de 2020, devem regularizar a situação, alertou o Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-BA). 

De acordo com o BioMaps – aplicativo para monitoramento online da biometria -, somadas as duas cidades, 19.248 cidadãos ainda não atenderam à convocação da Justiça Eleitoral (JE). Em Queimadas, dos 19.845 eleitores, apenas 41,13% (8.162) realizaram o procedimento. Já em Nordestina, dos 10.321, somente 26,70% (2.756) fizeram o recadastramento.

O posto de atendimento de Queimadas fica na Rua Dr. Élzio Ferreira de Souza, 113 – Centro, próximo ao fórum da cidade. Em Nordestina, os eleitores podem ir até o antigo fórum do município, localizado na Rua 2 de julho, S/N – Centro. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, em ambos os postos.     

De acordo com o TRE baiano, o recadastramento é obrigatório para todos os eleitores, inclusive aqueles cujo voto é facultativo (analfabetos, eleitores com idade entre 16 e 18 anos e maiores de 70 anos) e tenham interesse de continuar exercendo o direito. O cidadão que não fizer o recadastramento dentro do prazo estabelecido pela JE terá o título cancelado.

Além de ficar impedido de votar, com o cancelamento do título, o cidadão terá dificuldade de receber salários ou proventos de função ou emprego público, não poderá tirar passaporte, inscrever-se em concursos públicos ou matricular-se em instituições públicas de ensino.

Agendamento

O TRE-BA informou que a última fase da biometria no estado prioriza o agendamento, que pode ser realizado no site do TRE-BA ou pelo telefone 0800 071 6505. Para agendar, o número do título será solicitado ao eleitor. Caso não possua a inscrição eleitoral ou não saiba o número, deverá ser informado número de CPF, data de nascimento e nome completo dos pais.

O cidadão também pode cadastrar telefone e e-mail. Esses últimos dados são importantes para que o eleitor receba confirmação e lembretes acerca do agendamento, informou o órgão.

PUBLICIDADE