Publicado em 30/07/2019 às 11h31.

Bolsonaro sobre massacre em presídio: ‘Pergunta para as vítimas dos que morreram lá’

Cinquenta e sete presos morreram no Pará, na segunda-feira (30); presidente deu a declaração nesta terça

Redação
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram
Foto: Arquivo Pessoal/Instagram

 

Jair Bolsonaro falou sobre o massacre do presídio de Altamira, no Pará, na manhã desta terça-feira (30).  Ao ser questionado pelos jornalistas, o presidente afirmou “pergunta para as vítimas dos que morreram lá”.

Na segunda-feira (29), um confronto entre facções criminosas dentro do Centro de Recuperação Regional de Altamira, deixou 57 mortos. Líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). De acordo com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), 41 morreram asfixiados e 16 foram decapitados.

“Pergunta para as vítimas dos que morreram lá o que que eles acham. Depois que eles responderem, eu respondo vocês”, disse o presidente.

Este é um dos maiores massacres em presídios desde o ocorrido no Carandiru, em 1992. Na época, 111 detentos foram mortos na Casa de Detenção, na Zona Norte de São Paulo.

PUBLICIDADE