Publicado em 21/01/2016 às 17h00.

Conquista: pastora é enterrada e polícia procura suposto mandante

Marcilene Oliveira Sampaio, líder religiosa e professora da Uneb, foi homenageada durante velório enquanto o corpo da sobrinha, Ana Cristina Santos Sampaio, será encaminhado para São Paulo, onde residia

Redação
Foto: Reprodução/ Tv Bahia
Foto: Reprodução/ Tv Bahia

 

O corpo da pastora e professora universitária Marcilene Oliveira Sampaio, vítima de assassinato na última terça-feira (19), foi velado na manhã desta quinta (21) na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, em clima de comoção e homenagens.

Desolado, durante a cerimônia, o marido da líder religiosa, Carlos Eduardo de Souza, que também é pastor, lamentou ter perdido tudo. Ele, que conseguiu fugir e foi o único sobrevivente do ato violento que culminou nas mortes da esposa e da sobrinha, Ana Cristina Santos Sampaio, relatou que só conseguiu escapar do sequestro após provocar um acidente.

A polícia já prendeu dois suspeitos que admitiram ter participado da ação em um vídeo reproduzido nesta quarta-feira (20) pelo bahia.ba.

Os investigadores seguem em busca do também pastor Edmar que, segundo os detidos, seria o principal responsável pelo crime. De acordo com Fabio de Jesus Santos, 34 anos, e Adriano Silva dos Santos, de 36 anos, o religioso queria se vingar e dar um susto no casal que estava “roubando” os fiéis de sua igreja após romper com ele e abrir uma casa de culto no bairro Iracema.

O corpo de Ana Cristina permanece o Departamento de Polícia Técnica de Vitória da Conquista (DPT) de onde será encaminhado para São Paulo, cidade onde residia.

Mais notícias