Publicado em 11/08/2020 às 15h24. Atualizado em 11/08/2020 às 17h20.

Estado é vice-líder na geração de energia eólica e Nordeste bate recorde de produção

De acordo com ONS, energia produzida é quase suficiente para atender a demanda da região

Redação
Foto: Mateus Pereira/GOVBA
Foto: Mateus Pereira/GOVBA

 

 

A Bahia é vice-líder na geração de energia eólica do Brasil, resultado que ajudou a região do Nordeste a bater novo recorde de produção no mês de agosto. De acordo com informações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a energia produzida em terras nordestinas seria suficiente para atender 93,8% da demanda da região.

Com essas taxas de produção de energia eólica, o Nordeste é quase autossuficiente. A produção também foi ajudada pelos fortes ventos baianos devido o inverno. Nos primeiros meses deste ano, a Bahia gerou 31% de energia eólica do país e assumiu a liderança do segmento de energias renováveis, ultrapassando o Rio Grande do Norte.

Desde então, segundo a ONS, a Bahia e o Rio Grande do Norte disputam a liderança. No boletim semanal da ONS, de 1 a 7 de agosto, a geração de energia eólica no Rio Grande do Norte superou a Bahia. No entanto, na produção mensal a Bahia segue liderando o ranking.

Atualmente, a Bahia possui 170 parques eólicos em operação e mais de 1.300 aerogeradores instalados em todo o estado.