Publicado em 29/01/2016 às 16h32.

Ford abre novo prazo para adesão ao PDV na fábrica de Camaçari

Nova etapa do Programa de Demissão Voluntária da empresa foi feito nesta sexta-feira e os interessados podem se manifestar entre os dias 1º e 5 de fevereiro

Agência Estado

ford

 

A Ford informou nesta sexta-feira (29) que decidiu abrir um novo prazo para que os funcionários da fábrica da montadora em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, possam aderir ao Programa de Demissão Voluntária (PDV), entre os dias 1º e 5 de fevereiro. Desde que a empresa anunciou o fim da produção no turno da noite, em novembro, é a segunda vez que o PDV é colocado à disposição dos trabalhadores da unidade baiana.

Na primeira vez, o PDV ficou à disposição entre os dias 4 e 15 de janeiro, mas a procura foi baixa. A Ford diz que não há uma meta para a adesão de trabalhadores, mas afirma que, no primeiro período, a adesão ficou “muito aquém do esperado”. Ao abrir um novo período, a montadora busca atrair a adesão de mais empregados. A intenção é adequar o número de trabalhadores à nova realidade da fábrica, que não terá mais o turno da noite a partir de março.

A fábrica de Camaçari conta hoje com 4.712 empregados e é responsável por produzir os modelos Ka e EcoSport. A Ford não informa qual é o seu excedente da força de trabalho, mas afirma que o fim da produção no turno da noite deve afetar, entre funcionários próprios e de fornecedores, um total de 2 mil trabalhadores. Em setembro e outubro, a Ford chegou a dar férias coletivas para 6,8 mil operários.

PUBLICIDADE
Temas: Camaçari , ford , PDV