Publicado em 12/01/2016 às 21h10.

Lama em Abrolhos se dissipou; Dragagem da Fibria será fiscalizada

Moradores e trade turístico alegam que mancha pode ter sido causada por uma dragagem realizada pela empresa Fibria Celulose. Laudo é aguardado

Hieros Vasconcelos

 

Em reunião ocorrida no início da noite desta terça-feira (12), no município de Caravelas, com a presença do presidente do ICMBio, Cláudio Maretti e da secretária municipal de meio ambiente de Nova Viçosa, Carla Beatriz, ficou esclarecido que não existem resquícios da lama da barragem da Samarco nos arredores do arquipélago de Abrolhos.

Uma das hipóteses levantadas é a de que os sedimentos podem ser oriundos de uma dragagem realizada pela empresa Fibria Celulose, antiga Aracruz, em Caravelas.

A informação já havia sido divulgada com exclusividade pelo bahia.ba, na manhã desta terça. O encontro contou com a participação de membros do trade turístico da região.

Ao bahia.ba, o presidente da Associação de Hotéis do Prado, Wander Noronha, contou que a mancha já se dissipou e adiantou detalhes da reunião. “Na reunião, o presidente do ICMBio explicou que os sedimentos avistados podem ser do mar, que muda a coloração quando tem chuvas”, disse.  Diante das reclamações de moradores, pescadores e do trade turístico, sobre a possibilidade da dragagem da Fibria estar causando as manchas, o ICMBio disse que adotará as providências cabíveis, como uma possível fiscalização.

Segundo Jaqueline Stábile,  presidente da Agência Horizonte Aberto, em Caravelas, o presidente do ICMBio Cláudio Maretti esclareceu ainda que irá continuar o monitoramento na região e aguardará o laudo para saber qual o posicionamento em relação à empresa Fibria, caso fique confirmado que a dragagem está prejudicando o ecossistema. “Parece que a Fibria está levantando muito sedimento e deixando a água turba, prejudicado Nova Viçosa. Nessa reunião, foi pedido ao ICMbio que providências sejam tomadas. Pois as reclamações em relação à empresa são constantes”, pontuou ao bahia.ba.

Presskit – Ainda conforme os presentes na reunião, foi acertado que o trade turístico irá  levar jornalistas para Abrolhos para que constatem “o absurdo que foi a especulação sobre a lama da Samarco no arquipélago”.

Fibria – De acordo com moradores, a empresa de celulose retira do canal do Tomba, em Caravelas, há mais de 12 anos, 280 mil metros cúbicos de sedimentos.  Com a autorização do Ibama, deverá tirar mais 480 mil.

Presidente da Associação de Hotéis, Bares e Restaurantes de Viçosa,  Lucenilde Araújo, relatou os problemas causados pelas informações divulgadas de que a lama era da Samarco: “Foi muito ruim. Teve muita gente cancelando reservas. A Fibria não nos rende um único centavo de impostos. Só nos traz problemas. A balsa dela não é uma embarcação qualquer, é um transatlântico. Ela joga os dejetos da dragagem a dois quilômetros da praia e a depender da maré, volta tudo, sujando a areia. Para nós, fica o bagaço”.

Leia mais na matéria de Levi Vasconcelos:

Lama perto de Abrolhos é da Fibria; Samarco é só boato



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.