Publicado em 19/10/2021 às 07h33.

Legado do ensino virtual deve permanecer nas escolas da Bahia após retorno ao presencial

É o que alerta o especialista em educação e tecnologia, professor Alfredo Freitas

Redação
Foto: Ilustrativa/Mateus Pereira/GOVBA
Foto: Ilustrativa/Mateus Pereira/GOVBA

 

A Bahia teve retorno de 100% das aulas presenciais na rede estadual de ensino na segunda-feira (18), após um ano e sete meses da suspensão, que ocorreu em março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19. A expectativa é de que 900 mil estudantes retornem às atividades.

Especialista em educação e tecnologia, Alfredo Freitas, que tem mais de 15 anos de experiência e dirige a Universidade Americana – Ambra University – acredita que sistemas, games educativos e aplicativos do ensino remoto devem permanecer no currículo escolar com retorno às aulas presenciais em todo o país.

Ele pondera, contudo, que as instituições de ensino brasileiras estão seguindo a lógica adotada em outros países e passaram a implementar atividades em modelo híbrido de ensino (junção de ferramentas do ensino online e presencial) no currículo escolar.

“Plataformas digitais, aplicativos e games educacionais que foram incorporados pelas escolas e universidades com o ensino remoto seguem sendo utilizados mesmo com a volta das aulas presenciais”, disse.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.