Publicado em 18/08/2016 às 11h40.

Medeiros Neto: ex-secretários municipais são soltos

Irmãos, que também são filhos do prefeito, estavam presos desde abril, após serem alvo da operação "Hera", que investiga desvios de verba

Redação
Foto: Brasil local
Foto: Brasil local

 

Os filhos do prefeito e ex-secretários do município de Medeiros Neto, na região sul da Bahia, foram soltos do presídio de Teixeira de Freitas, onde estavam detidos desde abril deste ano. Eles foram presos na operação “Hera”, que desarticulou uma organização criminosa acusada de desviar verbas públicas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Um dos filhos e a secretária foram soltos nesta quarta-feira (17); outros dois detidos ganharam liberdade na semana passada.

Conforme a Prefeitura de Medeiros Neto, os envolvidos seguem afastados das respectivas funções mesmo após a soltura, por conta de restrições impostas judicialmente. Na ocasião da prisão, o prefeito Nilson Vilas Boas Costa (PSB), pai de dois dos investigados, chegou a passar mal. 

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), o esquema criminoso era executado, em sua maioria, por agentes públicos da prefeitura, que inseriam dados falsos, como acréscimos salariais e gratificações ilegais, nos contracheques de servidores municipais, escolhidos aleatoriamente. Após a compensação de valores, os funcionários eram obrigados a devolver os acréscimos ilegalmente recebidos à pasta de Educação.

No curso das investigações, a Polícia Federal e o MPF constataram que os ex-secretários teriam praticado atos de obstrução de provas e seriam os principais mentores do esquema. Os nomes dos acusados não foram divulgados por causa da presunção de inocência assegurada pela Constituição.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.