Publicado em 13/06/2024 às 16h53.

Ministério Público denuncia stalker que perseguia maestro da Osba

Carlos Prazeres vinha enfrentando situação com a mulher de 33 anos desde 2022

Redação
Foto: Facebook / Osba

 

Mulher que vinha sendo acusada de perseguir o maestro da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), Carlos Prazeres, há dois anos, foi denunciada criminalmente pelo Ministério Público do Estado da Bahia (MP). A suspeita mora em Camaçari e é estudante de uma universidade pública baiana. As queixas registradas foram de crimes de perseguição, falsa identidade e injúria racial.

Prazeres registrou boletim de ocorrência em 2023 contra a mulher de 33 anos, pelos crimes de calúnia, difamação, injúria, perseguição, falsa identidade e injúria racial. A perseguição tinha começado um ano antes. No início, o maestro passou a receber mensagens de cunho religioso que, em seguida, escalaram para ameaças.

A denunciada, confirmou o MP, criou perfis falsos para perseguir a vítima, a namorada dele, amigos e familiares, “tecendo comentários difamatórios, calúnias e ameaças”.

Segundo informações divulgadas pelo jornal Correio, a denúncia registrada descrevia que “os ataques afetaram a vida pessoal e profissional da vítima e de seus conhecidos, levando a registros policiais e bloqueio no Instagram”.

Em uma das mensagens enviadas, a “stalker” escreveu para o maestro: “como tenho acesso ao espiritual fácil, soube que Satanás vai acabar com sua vida (provavelmente você deve ter pecado muito e deu enormes brechas). Se prepare!”.

No período do começo do mês de maio, o “stalking” (perseguição) havia ultrapassado o mundo digital. A mulher foi até a sede de um órgão público onde Prazeres circula a trabalho e deixou uma carta em que atacava o músico.

Os casos de perseguição têm crescido em todo o Brasil. Em 2022, foram 53.918 ocorrências do tipo – 75% a mais que no ano anterior, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Na Bahia, aumentaram de 321 para 1.596. A Polícia Civil não informou à reportagem os números atualizados.

Mais notícias

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.