Publicado em 18/05/2022 às 21h00.

Neoenergia Coelba retira duas mil ligações irregulares em estabelecimentos comerciais

As operações recuperaram, neste recorte, 9,5 milhões de quilowatt-hora, energia suficiente para abastecer 81 mil residências durante um mês

Redação
Foto: Coelba
Foto: Coelba

 

As ações de combate ao furto de energia realizadas pela Neoenergia Coelba acontecem em todos os segmentos socioeconômicos da Bahia, desde o consumidor residencial até as grandes indústrias. Apenas nos três primeiros meses de 2022, os técnicos da distribuidora identificaram e removeram cerca de duas mil ligações irregulares em unidades comerciais no Estado. As operações recuperaram, neste recorte, 9,5 milhões de quilowatt-hora, energia suficiente para abastecer 81 mil residências durante um mês.

As irregularidades foram flagradas, entre outros locais, em restaurantes, supermercados, hotéis, lojas de construção e de pets espalhados em diversas regiões da Bahia. Nos três primeiros meses do ano, as equipes da concessionária inspecionaram mais de 7 mil unidades comerciais no Estado.

“Quando o estabelecimento comercial furta energia elétrica, além de cometer crime, ele está promovendo uma concorrência desleal no setor, prejudicando toda uma cadeia econômica e levando uma vantagem indevida. Por isso é importante que os diversos segmentos da economia fiquem atentos a este tipo de prática criminosa e denuncie”, explicou o gerente de Operações da Neoenergia Coelba, Tales Itaborai.

Considerando todos os segmentos de consumidores – residenciais, rurais, industriais e comerciais, a Neoenergia Coelba identificou, no primeiro trimestre de 2022, aproximadamente 30 mil irregularidades em toda a Bahia. No total, foram recuperados 93 milhões de quilowatt-hora, energia suficiente para abastecer todo o município de Vitória da Conquista durante três meses.

A distribuidora estima que cerca de R$ 2,6 milhões referentes a impostos deixariam de ser recolhidos devido a atuação fraudulenta nas unidades flagradas com irregularidades em todo o Estado. Porém, com a atuação de combate ao furto de energia pela Neoenergia Coelba, esse valor será recuperado e poderá ser revertido em benefício da população.

Crime e denúncias

A Neoenergia Coelba reforça que o furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até oito anos de reclusão pela prática. Além de ilegal, a prática também coloca a vida da população em risco e prejudica o fornecimento de energia das regiões, podendo ocasionar interrupções nas localidades.

Por isso, é importante a denúncia de fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias podem ser feitas de forma anônima através do telefone 116 ou no site da Neoenergia Coelba, na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.