Publicado em 09/12/2019 às 21h40.

Para atender demanda turística no verão, estado terá mais de 14 mil voos

Somente para o aeroporto de Salvador está previsto o desembarque de 11.574 voos

Redação
Foto: Divulgação/Gol
Foto: Divulgação/Gol

 

Com a chegada da alta estação, a oferta de voos para a Bahia aumenta significativamente, para atender os muitos turistas que procuram os destinos baianos nas férias. Somadas as médias previstas para os aeroportos dos grandes municípios turísticos, como Salvador, Porto Seguro e Ilhéus, o número de desembarques, entre frequências regulares e extras, ultrapassa os 14 mil na alta temporada.

Somente para o aeroporto de Salvador está previsto, segundo a administradora Vinci Airports, o desembarque de 11.574 voos (sendo 567 extras também de chegada), entre dezembro e março.

Para Porto Seguro, outro destino badalado do Estado, a média de voos chega a 2.630, do início de dezembro ao fim de fevereiro, sendo 1.429 frequências regulares e 1.201 correspondentes a extras, fretamentos e charters, informa a supervisora do aeroporto, Elainy Cordeiro de Oliveira.

Em Ilhéus, o período da alta temporada, compreendido entre 20 de dezembro e 2 de fevereiro, conta com um total de 491 voos, sendo que 184 destes serão extras, de acordo com a assistente administrativa Gessiane Santana, da Socicam Aeroportos.

A cidade de Lençóis, considerada o portal da Chapada Diamantina, contará com um voo extra da companhia Azul nas terças-feiras de janeiro, no aeroporto Coronel Horácio de Matos. Ele se soma a outras duas operações semanais, realizadas as quintas-feiras e domingos, totalizando 13 voos de chegada no mês de janeiro.

Em Vitória da Conquista, outro município estratégico para acesso à zona turística Chapada Diamantina, o aeroporto Glauber Rocha terá acrescido às suas 64 operações mensais de chegada duas operações extras semanais da Gol Linhas Aéreas, entre 22 de dezembro e 7 de janeiro, informa o superintendente da Socicam no município, Ricardo Alves.

Em julho, o governador Rui Costa anunciou um pacote de incentivos à expansão das operações de transporte aéreo de passageiros na Bahia. De acordo com o decreto 19.116, a alíquota mínima de ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) passou a ser de 3%, para empresas que cumprirem critérios relativos à ampliação do número de assentos nos voos operados em aeroportos baianos. Já a alíquota máxima caiu de 18% para 12%. O pacote também prevê alíquotas intermediárias.

O resultado foi a implantação de mais de 215 novas frequências ao longo do segundo semestre. Um dos acordos foi mantido com a empresa chilena JetSmart, para a operação de três voos semanais low cost (de baixo custo) entre Santiago, no Chile, e Salvador, a partir de 27 de dezembro.